Passar para o Conteúdo Principal

A arte inundou a Expodemo

20120924121013578687 1 980 2500
24 Set a 08 Out 2012

Três formas de arte marcaram os três dias da Expodemo. Na praceta, um conjunto de esculturas de Aureliano Aguiar surpreendeu mesmo os mais incautos, pela beleza, pelo pormenor fantástico, pelo surrealismo. Depois, na galeria municipal, uma exposição de pintura revelou outra faceta artística de Xico Lucena e Ricardo Bordalo. Por fim, numa parede a caminho da Central de Camionagem, um mural pintado por graffiters do Seixal, inspirados na maçã, espantou pelo realismo, pela excelência das cores e pelos detalhes e minúcia dos traços.


Três formas de arte marcaram os três dias da Expodemo. Na praceta, um conjunto de esculturas de Aureliano Aguiar surpreendeu mesmo os mais incautos, pela beleza, pelo pormenor fantástico, pelo surrealismo. Depois, na galeria municipal, uma exposição de pintura revelou outra faceta artística de Xico Lucena e Ricardo Bordalo. Por fim, numa parede a caminho da Central de Camionagem, um mural pintado por graffiters do Seixal, inspirados na maçã, espantou pelo realismo, pela excelência das cores e pelos detalhes e minúcia dos traços.

A Expodemo foi negócio, foi uma montra do melhor que temos e produzimos, mas foi também arte, beleza, génio e talento.

  • Arte na Expodemo 1
  • Arte na Expodemo 4
  • Arte na Expodemo 5
  • Arte na Expodemo 6