Passar para o Conteúdo Principal

Feirinha da Terra leva mais de três anos de avanço a lei do governo

20141016172400348529 1 980 2500
16 a 31 Out 2014
O Ministério da Agricultura quer fazer aprovar, até ao final do ano, uma lei que vai permitir criar “mercados locais” onde pequenos produtores podem vender, com regras menos "apertadas" e sem burocracia, produtos agrícolas das suas hortas ou pequenas propriedades, que dificilmente chegariam aos grandes supermercados ou mercados habituais. A medida é tomada depois de se saber que em Portugal cerca de um milhão de toneladas desses produtos é deitado ao lixo todos os anos.


O Ministério da Agricultura quer fazer aprovar, até ao final do ano, uma lei que vai permitir criar “mercados locais” onde pequenos produtores podem vender, com regras menos "apertadas" e sem burocracia, produtos agrícolas das suas hortas ou pequenas propriedades, que dificilmente chegariam aos grandes supermercados ou mercados habituais. A medida é tomada depois de se saber que em Portugal cerca de um milhão de toneladas desses produtos é deitado ao lixo todos os anos.

Porém, em Moimenta da Beira, há mais de três anos, desde 26 de março de 2011, que a Feirinha da Terra cumpre esse papel na íntegra, já que o espaço do mercado municipal junta sempre aos sábados, de 15 em 15 dias, mais de duas dezenas de pequenos produtores do concelho, que ali vendem o que de melhor produz as suas hortas. Até agora, já foram realizadas 94 edições da Feirinha da Terra.

O projecto da feirinha foi idealizado pelo presidente do município, José Eduardo Ferreira, que vê assim coroado de êxito o plano que tinha desenhado.

Durante a iniciativa, que decorre durante toda a manhã, há sempre animação musical com grupos de concertinas. Este sábado, 18 de outubro, vai realizar-se mesmo um concurso de abóboras gigantes que promete juntar exemplares muito curiosos.
  • Feirinha da Terra 3 modified
  • Feirinha da Terra 4 modified