Passar para o Conteúdo Principal

Externato em tributo a Oscar Niemeyer

2012120614473071295 1 980 2500
06 Dezembro 2012

O edifício do antigo Externato Infante D. Henrique, em Moimenta da Beira, não foi projectado pelo arquitecto brasileiro Oscar Niemeyer, que morreu na quarta-feira, 5 de Dezembro, aos 104 anos de idade, mas os seus arcos frontais, desenhados no início da década de 1960, esses sim, foram inspirados pela obra modernista do arquitecto, que tem como ícones os palácios da Alvorada e do Planalto, em Brasília, inaugurados em 1958.


O edifício do antigo Externato Infante D. Henrique, em Moimenta da Beira, não foi projectado pelo arquitecto brasileiro Oscar Niemeyer, que morreu na quarta-feira, 5 de Dezembro, aos 104 anos de idade, mas os seus arcos frontais, desenhados no início da década de 1960, esses sim, foram inspirados pela obra modernista do arquitecto, que tem como ícones os palácios da Alvorada e do Planalto, em Brasília, inaugurados em 1958.

A construção dos arcos do externato chegou a afrontar as autoridades políticas do antigo regime fascista português, exactamente por causa da ligação e do paralelismo à obra de Niemeyer, que era comunista. O arquitecto brasileiro soube do afrontamento e apoiou a luta dos estudantes do externado que impediram a demolição dos arcos, em 1962.

No dia em que desaparece Óscar Niemeyer, lembramos o episódio histórico em sua homenagem.

O edifício do Casino do Funchal, na ilha da Madeira, é a única obra projectada em Portugal por Niemeiyer.

  • 3
  • 4