Passar para o Conteúdo Principal

Estátua-Menir de Alvite

Menir alvite 1 970 2500

Localizada na Quinta dos Caetanos, freguesia de Alvite, para onde, de modo a garantir a sua integridade, foi transferida, está uma das duas estátuas-menir encontradas na serra por populares. É feita em granito e os cálculos aproximados apontam para o Calcolítico/Idade do Bronze Inicial, entre o III e o II milénio a. C. A estátua apresenta um adorno na cabeça. Os olhos, nariz e boca foram gravados. Entre as sobrancelhas dois pontinhos e em cima do rosto uma linha horizontal faz supor pela forma em arco a existência de um chapéu. Na estátua, na zona do peito, encontram-se quatro sulcos que os estudiosos interpretaram como colares. A figura usa uma veste, decorada acima da cintura e apresenta outros elementos decorativos, como uma insígnia no peito e um cinturão. São peças que espelham uma sociedade estratificada, onde a figura do chefe é o elo central. Monumentos como este eram destinados a serem fixados eretos no solo, isoladamente ou agrupados em alinhamentos ou cromeleques, ou ainda associados a outros monumentos megalíticos (dólmenes ou antas). Estudos já publicados por especialistas indicam que eles se revestem de um significado simbólico-religioso associado ao culto da fecundidade, do Homem e da Natureza ou vários outros significados sagrados ou territoriais. Fazem parte de um imaginário que faz a ponte entre o mundo dos mortos e o mundo dos vivos.