Passar para o Conteúdo Principal

Aquilino desapareceu há 59 anos. Amanhã é apresentado livro sobre o seu olhar para as artes na Imprensa Periódica

Ar 1 1024 800
27 Maio 2022

Aquilino Ribeiro, o nosso mestre das letras, considerado o maior prosador português do século XX e uma das mais caraterísticas personalidades da literatura portuguesa de todos os tempos, faleceu há 59 anos, faz hoje. Rememoramos a data para lembrar a sua extensa obra, de grande riqueza e variedade e a escrita muito própria, densa e precisa, que estilizou o léxico do povo, do mais autêntico vernáculo serrano à gíria da cidade, sem “malbaratar louçanias, vidrilhos ou esmaltes de estilo”. E também para, em jeito de homenagem, lembrarmos que amanhã, sábado, 28 de maio, às 16 horas, na Fundação Aquilino Ribeiro, em Soutosa, Moimenta da Beira, será lançado o livro “O Olhar de Aquilino Ribeiro para as Artes na Imprensa Periódica”, de Celina Arroz. A apresentação estará a cargo de Francisco Cardia.

convite