Passar para o Conteúdo Principal

Corpo do Bispo D. Manuel de Jesus Pereira, natural de Baldos, trasladado amanhã para a Catedral de Bragança

Bispo 2 1 1024 800
17 Setembro 2021

Os restos mortais de D. Manuel de Jesus Pereira, 41º Bispo de Bragança-Miranda, vão ser trasladados, este sábado,18 de setembro, às 10h30, do cemitério de Baldos para a Catedral de Bragança.

“De acordo com a plurissecular tradição da Igreja Católica é costume sepultar os Bispos na catedral da sua diocese” e neste contexto a celebração, presidida por D. José Cordeiro, realiza-se por ocasião do 43.º aniversário do seu falecimento e do 110.º aniversário do seu nascimento, lê-se numa nota enviada à Agência ECCLESIA.

Natural de Baldos, concelho de Moimenta da Beira, D. Manuel de Jesus Pereira nasceu a 28 de janeiro de 1911. Era filho de António de Jesus Pereira e de Maria José da Silva.

Estudou no Seminário de Lamego e foi ordenado presbítero em 1933. Para enriquecer os seus conhecimentos decidiu frequentar o Curso Superior de Teologia, na Universidade Gregoriana, em Roma. Após concluir os estudos com a classificação de “summa cum laude”, regressou a Lamego onde lecionou as disciplinas de Teologia, Grego, de Hebraico e de Latim. Manuel de Jesus Pereira foi ainda Assistente de vários sectores da Ação Católica, entre os quais a Liga Escolar Católica de Moimenta da Beira.

No dia 25 de junho de 1945, foi nomeado cónego da Sé de Lamego e, em outubro, passou a exercer o cargo de vice-reitor do Seminário.
D. Manuel de Jesus Pereira foi ordenado Bispo no dia 15 de agosto de 1948, e no mesmo ano, o papa Pio XII nomeou-o Bispo titular de Preneto e auxiliar do Funchal, diocese de que foi Bispo D. Gabriel de Almeida, também de Moimenta da Beira.

A 14 de abril de 1953, foi nomeado auxiliar do Bispo de Coimbra, D. Ernesto Sena de Oliveira, que sagrou Bispo em 1948. Foi colaborador da Revista Lumen e esteve no Concílio Vaticano II, tendo mesmo intervindo na 101ª Congregação Geral, em 14 de Outubro de 1964.

A 20 de fevereiro de 1965 assumiu a Diocese de Bragança e Miranda. No mesmo ano “diligenciou junto do clero e leigos um estudo sobre os documentos conciliares; em 1967 avançou com o primeiro ‘Curso de Atualização Pastoral à Luz do Vaticano II’ também para o clero e laicado, do qual resultou a criação do Conselho Presbiteral e do Conselho Pastoral.

Depois de uma série de estudos pastorais, em 24 de novembro de 1972 define "a pastoral diocesana em 3 setores (pastoral do clero, pastoral da educação cristã e apostolado dos leigos), nomeia 3 vigários episcopais e procede à reestruturação dos secretariados da catequese, ensino religioso médio e pastoral diocesana".

"No sector social, em 1976, reformulou a Comissão Diocesana da Cáritas que passou a ter estatutos, personalidade jurídica civil e um fundo diocesano. Foi ainda membro da Comissão Nacional de Liturgia e ficou conhecido pela renovação conciliar que promoveu na diocese transmontana".

D. Manuel de Jesus Pereira esteve em funções como Bispo até ao dia da sua morte, ocorrida a 11 de setembro de 1978.

Foi sepultado no cemitério de Baldos. Sucedeu-lhe o seu Bispo-Coadjutor, D. António José Rafael, também natural do concelho de Moimenta da Beira, da freguesia de Paradinha, já falecido, em 29 de julho de 2018.

"Durante os 13 anos em que esteve à frente dos destinos da diocese incentivou à catequese, apoiou os docentes de educação moral nas escolas e teve sempre um carinho especial pela obra da Pastoral das Vocações, pelos seminários e pelos movimentos juvenis".

Fontes:
A. Bento da Guia: " As Vinte Freguesias de Moimenta da Beira"
Agência ECCLESIA

bispo_1