Passar para o Conteúdo Principal

“Os casos positivos e os contactos de risco têm de ser seguidos logo a partir do dia em que são detetados”

Entrevistas 1 1024 800 1 1024 800
13 Janeiro 2021

É mais uma entrevista à Rádio Riba Távora em que o Presidente da Câmara Municipal de Moimenta da Beira fala com “muita preocupação” e em que admite que o número de casos positivos, 44 divulgados hoje, 100 nos últimos 4 dias, é “alarmante”. O autarca confessa que os últimos dias têm sido “especialmente duros”.

Outra enorme preocupação de José Eduardo Ferreira é com a falta de capacidade de resposta da autoridade de saúde, que está sob um grande desgaste. “Os números que nós divulgamos todos os dias, transmitidos e oficializados pela Unidade Saúde Pública do ACES Douro Sul, em regra não correspondem exatamente ao dia em que são divulgados, porque há infelizmente um atraso, direi até um atraso significativo, e preocupante depois para o seguimento dos casos positivos e na identificação dos respectivos contactos”, alerta.

“Mas eu creio que em vez de estarmos preocupados com os 44 casos de hoje, se eles dizem respeito ao dia de hoje ou ao dia de ontem ou de há dois dias, o mais importante era que nós conseguíssemos rapidamente reportar os casos no próprio dia, porque isso significava que a Unidade Saúde Pública do ACES Douro Sul tinha capacidade para os seguir no próprio dia, para lhes determinar medidas de isolamento no próprio dia, para avisar todos os respetivos contactos de risco no próprio dia, e com isso diminuir muito a propagação do vírus”, sublinha o autarca que voltou a falar dos comportamentos “irresponsáveis” de alguns.

José Eduardo Ferreira compreende que a Unidade Saúde Pública do ACES Douro esteja já sob um grande desgaste, a trabalhar há muitos meses, “portanto tem a nossa compreensão”, mas quer que a situação seja rapidamente normalizada, de preferência já amanhã, para que todos os casos positivos e os contactos de risco sejam acompanhados atempadamente.

Na entrevista fez também referência à vacinação que decorreu nos lares do concelho, ao trabalho da equipa multidisciplinar e ao confinamento geral que aí vem.

Ouvir a entrevista na íntegra, clicando em baixo.