Passar para o Conteúdo Principal

Mais dois projetos “Erasmus+” aprovados ao Agrupamento de Escolas de Moimenta da Beira

1 1 1024 800
31 Outubro 2019

Há 14 anos consecutivos que professores e alunos do Agrupamento de Escolas de Moimenta da Beira se envolvem em programas europeus que apoiam a educação, a formação, a juventude e o desporto, designadamente nos projetos Erasmus+ (o antigo Comenius). É um trabalho incessante e frutuoso para quem ensina e para quem recebe ensinamentos. E para a prossecução desses objetivos, outros dois projetos Eramus+ do Agrupamento de Escolas, mais concretamente da Escola Básica e Secundária de Moimenta da Beira, acabam de obter a aprovação pela Comissão Europeia para serem implementados ao longo dos anos letivos de 2019/2020 e 2020/2021.

Ora, foi nesse âmbito que, de 14 a 18 de outubro, decorreu já um encontro de trabalho sobre um dos novos projetos aprovados, mais especificamente o "Inside out" (Erasmus+ project, KA2, Strategic Partnerships / Exchanges of Good Practices), com a participação de professores de Portugal, Irlanda, Holanda, Polónia, Eslováquia e Turquia. O encontro ocorreu na cidade holandesa de Leiden, e Aida Diamantino Cardoso foi a professora representante da Escola Básica e Secundária de Moimenta da Beira.

No primeiro dia, depois da cerimónia de abertura e de um tour pela escola Holandesa Dukdalf, todos os coordenadores apresentaram trabalhos com o objetivo de darem a conhecer as respetivas escolas, nomeadamente Banagher College Colaiste na Sionna, de Banagher, Irlanda, Szkola Podstawowa im. Marii Konopnickiej, de Czeladz, na Polónia, Mehmet Akif Ersoy Llkokulu, de Izmir, na Turquia, Základná skola A. Sládkovica, de Sliac, na Eslováquia e, obviamente, a Escola Básica e Secundária, do Agrupamento de Escolas de Moimenta da Beira.

No dia seguinte, os coordenadores de todos os países deram duas aulas (em Inglês) a alunos da escola Holandesa. Realizou-se, ainda, uma reunião, cujo objetivo foi o de se decidirem as datas das mobilidades, assim como as atividades a concretizar ao longo dos dois anos de implementação do projeto.

Depois, houve ainda tempo para algumas das docentes viajarem até Amesterdão para apreciar o bulício da cidade, passeando pelas suas ruas, maravilhando-se com as casas típicas, coloridas, altas e estreitas ao longo dos canais da cidade. Neles, fizeram um cruzeiro. Tiveram, também, a oportunidade de ficar a conhecer Leiden, a cidade onde se realizou este encontro Erasmus+, assim como Eindhoven. Toda esta experiência, testemunham os professores, “foi muito enriquecedora, não só em termos culturais, como também em termos humanos”.

log

2
3
4
5