Passar para o Conteúdo Principal

Luta biológica contra a Vespa das Galhas do Castanheiro

Imagem 1 1024 800
18 Abril 2019

À semelhança de anos anteriores, o Município de Moimenta da Beira tem estado no terreno no combate a esta praga através da luta biológica com a execução de largadas de parasitoides. Em simultâneo, tem também chamado a atenção dos agricultores para o impacto dos ataques, alertando para as medidas que devem ser tomadas por todos. Contactos para mais informações: refcast@gmail.com e Eduardo.seixas@cm-moimenta.pt.

No terreno, em 2017, no âmbito da estratégia global de combate à Vespa das Galhas do Castanheiro, o Município efetuou uma largada; em 2018 as ações subiram para 14, e em 2019 estão previstas mais seis. As freguesias onde já se efetuaram as largadas de parasitoides são: Caria, Passô, Sever, Sarzedo, Leomil, Castelo, Cabaços, UF de Peravelha, Aldeia de Nacomba e Ariz, e UF de Peva e Segões. Feita a última largada calendarizada para o próximo mês de maio, a Vespa das Galhas do Castanheiro ficará então controlada na totalidade do concelho. 

De referir que a praga tem um ciclo anual e é na altura da primavera que são visíveis os sintomas na árvore. A Vespa das Galhas do Castanheiro (Dryocosmus kuriphilus Yasumatsu) entrou na Europa através da Itália e foi detetada pela primeira vez em Portugal em finais de maio de 2014. Desde então que tem sido prioritária a implementação de medidas conducentes ao seu controlo. Trata-se de uma praga com um elevado nível de perigosidade, que requer uma forte articulação entre as entidades, assim como uma ação enérgica para a combater.

Vespa das Gralhas do Castanheiro (cartaz)