Passar para o Conteúdo Principal

Aquilino Ribeiro: Biblioteca Nacional promove exposição bibliográfica e colóquio

16 Mai '19 a 30 Ago '19
Imagem 1 970 2500

Nos 100 anos da primeira publicação do romance “Terras do Demo”, a Biblioteca Nacional de Portugal, em Lisboa, celebrará em maio a efeméride com uma exposição bibliográfica e um colóquio centrados na análise dos anos que decorreram entre o regresso de Aquilino a Lisboa, vindo do seu primeiro exílio em Paris, e o início do segundo exílio do escritor, ditado pela sua participação na frustrada tentativa de derrube da ditadura militar, em fevereiro de 1927.

“Aquilino, anos 20: entre o exílio e as geografias de Lisboa”, é este o nome do mote de tributo ao mestre. A exposição é inaugurada no dia 16 maio e está aberta ao público até 30 agosto, na Sala de Referência. O colóquio, que inaugura a mostra, tem início às 9h30 desse dia, no Auditório. As entradas são livres.

“Os participantes no colóquio estão convidados a explorar a Lisboa de Aquilino, articulada entre os seus diversos lugares de residência na cidade, o Liceu Camões, onde ensinou, e a Biblioteca Nacional, na qual ingressou pela mão de Raúl Proença e Jaime Cortesão. Estarão também presentes a França e a Alemanha que observou nestes anos e veio a transpor para títulos tão importantes como É a Guerra e Alemanha Ensanguentada. Numa época marcada pela I Guerra Mundial e pela implantação da República em Portugal, este é um dos mais sugestivos períodos da vida do grande escritor que foi Aquilino Ribeiro, marcado pela escrita de viagens, pela criação de personagens intemporais como as que dão vida a O Malhadinhas e ao Romance da Raposa ou, ainda, pelos textos que compôs para o Guia de Portugal de Raúl Proença”, explicam os organizadores.

O Colóquio é organizado conjuntamente pelo Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa (CEG-ULisboa) e pelo Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa (CLEPUL), em parceria com a Biblioteca Nacional de Portugal. Esta iniciativa é realizada no âmbito das atividades do grupo de investigação ZOE – Dinâmicas e Políticas Urbanas e Regionais do CEG e do grupo de Investigação Literatura e Cultura Portuguesas do CLEPUL.

Integram a Comissão organizadora: Aquilino Machado; Diogo Silva; Francisco Roque de Oliveira; Joana Borges; Leandro Gabriel; Luís Pinheiro; Manuela Rêgo e Serafina Martins. E a Comissão científica: Ana Isabel Queirós (Instituto de História Contemporânea – IHC-FCSH-NOVA); Aquilino Machado (Centro de Estudos Geográficos, IGOT – Ulisboa); Francisco Roque de Oliveira (Centro de Estudos Geográficos, IGOT – Ulisboa); Maria Alexandre Lousada (Centro de História da Universidade de Lisboa); e Serafina Martins (Centro de Literaturas e Culturas Lusófonas e Europeias – Ulisboa).

Recorde-se, também a propósito dos 100 anos de “Terras do Demo”, outros dois momentos marcantes: a reedição da obra pela Bertrand e as três Câmaras Municipais dessa geografia (Moimenta da Beira, Sernancelhe e Vila Nova de Paiva), dia 11 de maio (17 horas) na Fundação Aquilino Ribeiro, em Soutosa; e a 1ª Jornada Internacional Aquiliniana, dia 27 de maio (a partir das 9 horas), também em Soutosa.