Passar para o Conteúdo Principal

Obras na igreja de Vila da Rua

20120629164615718826 1 980 2500
29 Jun 2012 a 06 Jul 2012

Vão arrancar as obras de requalificação da igreja de Vila da Rua, uma intervenção que vai custar 387 mil euros. O investimento vai ser comparticipado em 70% pela administração central através do programa QREN Novo Norte. O que falta terá de ser suportado pela Diocese de Lamego e por donativos à paróquia.


Vão arrancar as obras de requalificação da igreja de Vila da Rua, uma intervenção que vai custar 387 mil euros. O investimento vai ser comparticipado em 70% pela administração central através do programa QREN Novo Norte. O que falta terá de ser suportado pela Diocese de Lamego e por donativos à paróquia (NIB: 0035 0390 00060694930 20).

A cerimónia oficial que marcou simbolicamente o início dos trabalhos decorreu esta quinta-feira, 28 de Junho, no interior da própria igreja, e juntou o vigário geral da diocese, Joaquim Dias Rebelo, o pároco de Vila da Rua, Jorge Saraiva, um representante do Ministério da Cultura, o empreiteiro, o presidente da autarquia, José Eduardo Ferreira, e alguns residentes.

A intervenção contempla trabalhos de conservação e restauro do retábulo-mor e dos retábulos laterais, da valiosíssima talha dourada, dos tectos em caixotões, das cantarias exteriores e dos sinos da torre. A instalação eléctrica e o sistema de iluminação vão também ser alvo de profundos trabalhos de remodelação.

A matriz de Vila da Rua foi um dos três edifícios religiosos da Diocese de Lamego que viram aprovadas as candidaturas às verbas do QREN Novo Norte através do projecto “Douro Religioso: Requalificar”, levado a cabo pela diocese lamecense e a que se associou a Câmara de Moimenta da Beira. A Igreja do Desterro e a do Santuário dos Remédios, ambas em Lamego, foram as outras duas edificações contempladas.

O projecto global de recuperação dos três templos envolve um investimento de 1.132.548,85 euros.

Há versões distintas sobre a data da construção da igreja, um templo de três naves divididas por seis colunas, com cobertura ou falsa abóbada com caixotões pintados e cadeiral da antiga colegiada, sendo o seu orago São Pelágio.

Alguns historiadores garantem que terá sido edificada no primeiro quartel do século XVII, por volta de 1625. Outros, como o General João de Almeida, pelo menos o seu campanário “assente sobre parte da torre de um castelo medievo, terá sido construído por D. Sancho I (séc. XII) quando os moradores de Caria-a-Velha vieram fundar a actual povoação da Rua”.

Há ainda outros que sustentam que foi construída no século XIV, tendo sido requalificada dois séculos depois, sendo que a estrutura de hoje é a que data dessa época.

  • Vila da Rua 3 modified
  • Vila da Rua 4 modified
  • Vila da Rua 5 modified
  • Vila da Rua 6 modified