Passar para o Conteúdo Principal

Expodemo ’17: prova de vinhos reúne 40 produtores das regiões do Dão, Douro e Távora-Varosa

A 1 970 2500
20 Setembro 2017
Embora no “coração da maçã”, vai manter-se a aposta no vinho, reunindo este ano, pela quarta vez consecutiva, o maior número de produtores (40) na prova de vinhos das três regiões que se confinam no distrito de Viseu: Dão, Távora-Varosa e Douro. Propõem-se vinhos autênticos, com cultura local, feitos com exigência e respeito pela sua origem, terra e gentes. Uma seleção de vinhos com carácter, frescos e digestos, delicados ou afirmados, mas com personalidade própria.

É uma seleção muito especial de produtores que fazem vinhos ‘vivos’ com autenticidade e tipicidade, da forma mais natural e artesanal. Uma diversidade apenas possível com néctares singulares, diferentes e únicos, que fazem viajar por diferentes territórios.

O vinho é visto como elemento da nossa cultura, produto da relação entre os produtores e as vinhas específicas de cada região, fruto da história de civilizações para a celebração alegre, festiva e calorosa dos bons encontros.

As provas começam logo após a inauguração do certame, sexta-feira ao fim da tarde (até ás 22h30), na Praceta Comandante Requeijo (antigo Largo das Tílias).

No sábado, decorrerão das 15h às 22h30. Pelo meio, às 17h, haverá uma ‘prova comentada’ com vinhos dos produtores Távora-Varosa dinamizada pela enóloga e diretora da Comissão Vitivinícola Regional Távora-Varosa, Manuela José. E, uma hora depois (18h), outra prova, mas desta vez ‘enogastronómica’, com espumantes da Távora-Varosa, realizada pelo ‘Chief executive officer’ na “Espumanteria Portuguesa”, Agostinho Peixoto.

A encerrar, no domingo, o período das provas desenvolver-se-á das 15h às 20h. Um sublinhado para a colaboração dos alunos dos cursos de Restauração “Cozinha e Pastelaria” e “Mesa e Bar”, da Escola Profissional de Moimenta da Beira.

PRODUTORES DAS MARCAS PRESENTES
DÃO
Quinta Mendes Pereira (Oliveira do Conde, Carregal do Sal); Quinta do Ribeiro Santo| Wine Magnum (Oliveira do Conde, Carregal do Sal); Casa de Mouraz (Tondela); Quinta do Perdigão (Pindelo de Silgueiros, Viseu); Quinta Vinha Paz (Oliveira de Barreiros, Viseu); Quinta da Fata (Vilar Seco, Nelas); Quinta dos Monteirinhos (Mangualde); Quinta da Pellada/Quinta de Saes (Pinhanços, Seia); Casa da Passarella (Gouveia); Terras de Tavares (Penalva do Castelo); Adega da Corga (Penalva do Castelo).

TÁVORA-VAROSA
Cooperativa Agrícola do Távora (Moimenta da Beira); Caves da Murganheira (Ucanha, Tarouca); Caves da Raposeira (Lamego); Quintas das Cepas (Fonte Arcada, Sernancelhe); Tempo Largo (Faia, Sernancelhe); Casa dos Viscondes da Várzea (Várzea de Abrunhais, Lamego); Encosta dos Anjos (Ferreirim, Lamego); Casa de Santa Eufémia (Parada do Bispo, Lamego); Hehn & Meireles (S. Cosmado, Armamar); Casca Wine (S. Cosmado, Armamar); Casa do Vinhago (S. Cosmado, Armamar); Pedro Carvalho (Armamar).

DOURO
Quinta da Carregosa (Tabuaço); Vinhos H’OUR (Tabuaço); Quinta do Filoco (Tabuaço); António Osório – Desconhecido Wine (Marmelal, Armamar); Casa dos Varais (Cambres, Lamego); Quinta do Vale da Buza (Lamego); Esmero (Valdigem, Lamego); Quinta do Infantado (Chanceleiros, Pinhão); Quinta da Foz (Pinhão); Quinta das Carvalhas – Real Companhia Velha (Pinhão); Quinta de La Rosa (Pinhão); Quinta do Portal (Sabrosa); Quinta Vale do Bragão (Sabrosa); Poeira (Provesende, Sabrosa); Quinta dos Nogueirões (S. João da Pesqueira); Quinta do Soque (S. João da Pesqueira); António Lopes Ribeiro (Vila Nova de Foz Côa).