Passar para o Conteúdo Principal

Alcoolismo - Prevenir em vez de remediar

20120507121013368977 1 1024 800
07 Maio 2012

“Não temos (em Portugal) uma cultura de prevenção eficaz dos problemas. Remediamos em vez de prevenirmos”. Armando Leandro, juiz jubilado do Supremo Tribunal de Justiça e presidente da Comissão Nacional de Protecção das Crianças e Jovens em Risco lançou o alerta na sexta-feira passada, no Seminário “Luta contra o alcoolismo” promovido pelo Agrupamento de Escolas de Moimenta da Beira.

O apelo aviva consciências, desperta e acautela preocupações escondidas na sociedade. “É preciso atacar o problema do consumo excessivo do álcool e das suas repercussões na família, como a violência doméstica, que é ofensiva dos direitos humanos. Tudo isto é um desafio enorme para todos nós”, assumiu Armando Leandro.

Outros especialistas convidados para intervenções no seminário, entre psicólogos, médicos e professores, comungaram dos receios e apontaram estratégias preventivas para o combate do flagelo que toma conta de muitas famílias. “A escola tem aqui um papel importantíssimo”, sublinhou Sofia Campos, psicóloga educacional.

A iniciativa preencheu o dia todo. Abriu com palavras de elogio do presidente da autarquia, José Eduardo Ferreira, e do director do Agrupamento de Escolas, Alcides Sarmento, e fechou com música e um Demo de Honra na Biblioteca Municipal Aquilino Ribeiro.

  • Seminário - Luta contra o alcoolismo 3