Passar para o Conteúdo Principal

Universidade do Porto organiza colóquio sobre moimentense ilustre

27 a 28 Nov '17
1 1 1024 800 1 970 2500
A Universidade do Porto e a Biblioteca Pública Municipal do Porto promovem hoje e amanhã, 27 e 28 de novembro, um colóquio com debates sobre Luís Pinto de Sousa Coutinho, o 1º Visconde de Balsemão, que nasceu em Leomil, Moimenta da Beira, a 27 de novembro de 1735 (consultar biografia detalhada aqui).

Diplomata, poeta, autor de mapas e atlas, militar e cavaleiro da Ordem de Malta, o 1º Visconde de Balsemão foi uma relevante figura da História nacional. Oficial de artilharia, foi ainda Governador e Capitão-Geral de Cuibá e Mato Grosso (Brasil) e Enviado Extraordinário e Ministro Plenipotenciário de Portugal junto da corte de Londres, em 1774.

O evento de dois dias, que decorre no auditório na Biblioteca portuense, inclui diversas comunicações e começa pela dedicada à biblioteca do visconde, que é também motivo da exposição "Alguns documentos sobre o Brasil pertencentes à Livraria dos Viscondes de Balsemão na BPMP", a decorrer em paralelo.

Os feitos do visconde a nível político, diplomático, militar, cartográfico e literário, entre outros, são abordados nas diferentes intervenções deste colóquio, que terminam com debates temáticos e contam com a participação de Luís Cabral e Júlio Costa (Biblioteca Pública Municipal do Porto), Tiago dos Reis Miranda (Universidade de Évora), Francisco Topa (Universidade do Porto), Renata Araújo (Universidade do Algarve), Luís Miguel Moreira (Universidade do Minho e Universidade Carlos II de Madrid), Iris Kantor (Universidade de S. Paulo), Daniela Teixeira Fernandes (Arquivo Municipal do Porto), André Ferrand de Almeida (Universidade de Lisboa), João Carlos Garcia (Universidade do Porto e Universidade de Lisboa) e Laura Soares (Universidade do Porto).

A nomeação de D. Luís Pinto para Ministro e Secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Guerra, em 1788, levaria ao seu intenso envolvimento na Guerra das Laranjas, em 1801, que terminou com o Tratado de Badajoz e a perda de Olivença de Espanha para Portugal. Nesse ano, é agraciado com o título de Visconde de Balsemão pelo príncipe regente D. João. Senhor do Morgado de Balsemão, faleceu três anos depois, em Lisboa, e o seu túmulo encontra-se na Capela de São Pedro de Balsemão, em Lamego.

PROGRAMA
1ª Sessão | 27 novembro (segunda-feira)
10:00h - Abertura
10:15h - A Biblioteca do Visconde de Balsemão: désir de bien lire
             Por Luís Cabral (Direção Municipal de Cultura e Ciência - Câmara Municipal do Porto)
11:00h - Pausa para café
11:15h - Em torno da Livraria dos Viscondes de Balsemão e de alguns dos seus impressos
              que interessam ao Brasil
              Por Júlio Costa (Biblioteca Pública Municipal do Porto – Câmara Municipal do Porto)
11:45h - A dedicatória do “Tractado de Artilheria” de António Teixeira Rebelo (1792‑1793)
              Por Tiago dos Reis Miranda (Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades,
              Universidade de Évora)
12:15h - Debate sobre as comunicações
             Almoço livre

15:00h - Entre Musas e Pantanais: os versos do 1º Visconde de Balsemão
              Por Francisco Topa (Departamento de Estudos Românicos e Centro de Investigação
              Transdisciplinar “Cultura, Espaço e Memória”, Faculdade de Letras da Universidade
              do Porto)
15:30h - Luís Pinto de Sousa Coutinho no Mato Grosso: as memórias geográficas e as recomendações a Luís
             de Albuquerque de Melo Pereira e Cáceres
             Por Renata Araújo (Universidade do Algarve e CHAM – Centro de Humanidades,
             Universidade Nova de Lisboa)
16:00h - Para a Diplomacia e para a Guerra: o “Atlas de Portugal et Espagne”, de Tomás
             López, na Livraria Balsemão
             Por Luís Miguel Moreira (Universidade do Minho e Instituto de Historiografia,
             Universidad Carlos III de Madrid)
16:30h - Debate sobre as comunicações

2ª Sessão | 28 novembro (terça-feira)
10:00h -Toponímia e fronteiras: do Tratado de Madrid à Comissão Rondon
            Por Iris Kantor (Laboratório de Estudos de Cartografia Histórica - Cátedra Jaime Cortesão,
            Universidade de S. Paulo)
10:45h - Os mapas e atlas do Visconde de Balsemão: um percurso de ‘descoberta’
            Por Daniela Teixeira Fernandes (Arquivo Municipal do Porto - Câmara Municipal do Porto)
11:15h - Pausa para café
11:30h - Luís Pinto de Sousa Coutinho e as fronteiras do Brasil na segunda metade do século XVIII
            Por André Ferrand de Almeida (Centro de Estudos Geográficos da Universidade de Lisboa)
12:00h - Os mapas dos Viscondes de Balsemão na exposição ‘A Pintura do Mundo’, 25 anos depois
            Por João Carlos Garcia (Faculdade de Letras da Universidade do Porto e Centro Interuniversitário de
            História das Ciências e da Tecnologia, Universidade de Lisboa) & Laura Soares (Faculdade de
            Letras e Centro de Estudos de Geografia e Ordenamento do Território, da Universidade do Porto)
12:30h - Debate sobre as comunicações e encerramento

Estará patente a mostra documental “Alguns documentos sobre o Brasil pertencentes à Livraria dos Viscondes de Balsemão na BPMP”